Sign up for our Newsletter for lots of free content and information about our events…

* indicates required
Close
Espiritualidade Integral Evolucionaria, Comunidade e Sustentabilidade
10 Dias Retiro Intensivo de Iluminação Evolucionária

É muito difícil tentar exprimir por palavras o que aconteceu ao longo desses 10 dias Retiro de Espritualidade Evolucionária. Algo que é muito fácil afirmar é que a transformação e a evolução ocorreram em todos.

Receber aqui 28 pessoas foi uma experiência fantástica para todos nós que aqui vivemos. O projeto deu um salto e o próprio espaço cintilou ao cumprir o seu papel, recebendo e acomodando pessoas seriamente interessadas em atingir um nível de consciência mais elevado. Custou a crer que se encontravam aqui na propriedade 36 seres humanos, já que nos movíamos em silêncio, juntos mas sozinhos, sem esforço algum. Ao longo desses 10 dias, verificou-se uma mistura perfeita entre o tratar das coisas práticas do quotidiano e o imergir profundamente no Campo da Quietude, para logo emergir como a voz do próprio Universo.

Nos primeiros 5 dias, focamo-nos na meditação; o campo energético foi ficando mais forte a cada dia, através do nosso próprio esforço. Por vezes lutámos; outras vezes, alcançámos o êxtase da dimensão do Absoluto – da parte mais profunda de nós próprios. À medida que o tempo passava, foi-se tornando claro que nada mais precisávamos de fazer do que deixar-nos ir, para o campo energético que já lá se encontrava e do qual tomávamos consciência através da nossa ação e do nosso empenho.

Quando o toque matinal do gongo nos acordava às 6:00, todas as manhãs, alguns de nós estavam já acordados, outros queriam dormir um pouco mais, mas todos saíamos das tendas ou dos quartos para nos juntarmos em meditação. Todas as manhãs praticávamos Chi Gong e/ou Yoga. E todas as manhãs cada um de nós procurava um lugar na floresta, junto às cascatas, ou no jardim, onde meditava, sozinho, no meio da natureza. Que forma espetacular de começar cada dia!

O campo energético estava tão forte que, ao terceiro dia, houve um incêndio na encosta aqui perto e tivemos de evacuar o espaço. No entanto não chegou a afetar-nos, apesar de termos tido de dar resposta a uma situação MUITO REAL. Em algumas horas o fogo foi extinto e voltamos alegremente para a sala de meditação. É difícil imaginar, agora, que o fogo chegou a existir e foi uma verdadeira lição saber que conseguimos dar resposta a situações bem reais sem nos afastarmos do nosso eu mais profundo.

No 5º dia deste mergulho profundo na dimensão Absoluta da vida, fizemos uma caminhada em silêncio através da floresta e subindo pelas cascatas. Uau! A vida é tão maravilhosa! Estávamos a vê-la com outros olhos!


O 6º dia marcou o princípio da descoberta de que nós somos o UNIVERSO na forma de um ser humano. O Pete deu início à nossa transição com uma palestra acerca da mudança da noção limitada de si próprio para o facto de, primeiro e acima de tudo, sermos o próprio processo de evolução. O Rod fez uma apresentação espetacular disto, assumindo a posição do Universo e contando a história da criação como se fosse ele o criador (porque o é!).

E então chegou o momento de terminar o silêncio e falar! Dividimo-nos em pequenos grupos de 8 pessoas e começamos uma viagem juntos ao longo dos 5 dias seguintes, para discutir e partilhar as nossas reflexões, alegrias, medos e dúvidas. Todos os dias tínhamos as mesmas pessoas no nosso grupo e a intimidade, bem como a confiança, foram sendo construídas dia após dia.

Do 7º ao 10º dia o Pete e a Cynthia começaram a ensinar juntos. Foi fantástico, não só pelo conteúdo partilhado, mas pela expressão do próprio processo evoluindo diante dos nossos olhos. Foi igualmente fantástico observar as expressões únicas que tinham à medida que tornavam os tópicos cada vez mais amplos.

Os nosso egos foram desafiados; a imagem que tínhamos de nós próprios teve de se expandir, deixando de ser pequena e, de certa forma, insignificante, para tornar-se capaz de abarcar todo o nosso potencial. Começamos, deste modo, a questionar, por nós próprios, o que verdadeiramente NÓS queremos, porque estamos aqui e qual é o NOSSO propósito.

O campo energético da meditação e da unidade, bem como o nível de consciência, foi aumentando à medida que meditávamos e à medida que explorávamos tudo isto usando as nossas mentes e as nossa vozes, tanto em reflexão individual como em discussão de grupo.

O retiro foi REAL! Foi como estar a ser treinado, não só para abraçar algo que era novidade para muitos de nós, mas também para abraçar aquilo que nos puxa para trás, normalmente conhecido como ego. A definição de ego que foi usada corresponde à parte de nós mesmos que insiste na limitação e na separação. Foi tão útil começar a perceber esta parte de nós como um movimento impessoal do ego e não como um problema pessoal. Ver isto de fora da nossa estrutura egóica deu-nos imenso espaço e nesse espaço nós fomos capazes de mudar. Muitos tinham receio de falar nos pequenos grupos ou no grande grupo, quando nos reuníamos, mas mesmo assim fizeram-no. Alguns deixaram de fumar! Outros atreveram-se a dizer o que pensávamos que não podia ser dito, desafiando as ideias limitadas que tínhamos sobre nós próprios. À medida que íamos rompendo os nossos medos e desejos egóicos, inspiramo-nos a nós próprios e inspiramo-nos uns aos outros. Algo estava a suceder e éramos nós que o estavamos a co-criar através das nossa escolhas, das nossas ações e do profundo desejo de sermos NÓS PRÓPRIOS.

Rimos, choramos e tornamo-nos mais enraizados na parte mais profunda de nós próprios, à medida que procurávamos alcançar as estrelas, evoluindo e desenvolvendo-nos como seres humanos. Estamos cientes da importância da tarefa de desenvolver a consciência através de nós próprios e, no entanto, sabemos que este caminho não precisa de ser pesado. Experienciámos união e compreendemos o que realmente significa a expressão «somos todos um». E entendemos que, ao ser «aquele», há uma responsabilidade inerente para com o «outro» e para com a própria Vida.

Todos temos um propósito e todos temos a capacidade de abraçar este propósito se nos alinharmos e entendermos que nós somos o Universo em forma de ser humano. Nós criámos tudo isto; não somos vítimas de nada disto e estamos aqui para dar e para receber o Amor que todos somos. Sabemos que por vezes isto pode ser fácil e outras vezes temos de fazer muito esforço. Cometeremos erros, mas poderemos sempre responder por esses erros. E sabemos que não estamos sozinhos, estamos juntos com um propósito comum e temos uma família espiritual que nos ajuda neste esforço.

Muitos estavam à espera de ter uma boa experiência, talvez aprender um pouco acerca da meditação, ou passar um bom bocado num local bonito, mas o que alcançámos está muito além disto! Estamos todos diferentes porque agora sabemos algo diferente e, como foi dito, não podemos voltar atrás. Podemos escolher não corresponder, mas não podemos voltar atrás porque todos nós sabemos algo diferente. Passamos todos pela experiência da união para além do ego e todos experienciámos que NÓS somos o Universo e que estamos aqui para CRIAR e para CUIDAR.

 

Cynthia

Subscreva a nossa newsletter

Sobre o projecto

O Projeto Vida Desperta está situado em uma reserva ecológica bela e selvagem nas montanhas Central Portugal. Oferecemos programas de voluntariado, cursos, eventos e retiros para apoiar a libertação do espírito humano em um contexto de emergência evolutiva e comunhão com a rede ecológica da vida.

Contactos

Quinta da Mizarela
3305-031 Benfeita
Portugal

info@awakenedlifeproject.org
Facebook Page
Twitter
Youtube Channel

Subscreva a nossa newsletter